Os principais erros cometidos no tratamento de pisos

15 de julho de 2021

O tratamento de pisos não é uma tarefa fácil, mas ela não precisa ser complexa ou difícil.

Para fazer um tratamento de pisos adequado e eficiente, basta buscar a orientação de especialistas.

Neste post, vamos compartilhar com você um pouco da nossa experiência com tratamentos de pisos.

Confira quais os cuidados que você deve ter para que o resultado final do tratamento de pisos seja um sucesso!

Antes de qualquer coisa, é importante que você saiba quais são os erros mais cometidos no que tange ao tratamento de pisos. Um tratamento de pisos é composto por 3 etapas: remoção, aplicação inicial e manutenção.

Veja os principais erros que devem ser evitados em cada etapa

PRINCIPAIS ERROS NA REMOÇÃO:
Não diluir corretamente o removedor: o removedor precisa estar na concentração correta, e ser aplicado já diluído sobre o piso. Colocá-lo puro e depois jogar água por cima não fará com que sua ação seja homogênea. A concentração também precisa estar de acordo para que não fique muito fraco e dê retrabalho, ou muito forte que faça com que seque muito rápido ou que se desperdice produto.

Deixar o removedor secar sobre o piso: o removedor precisa agir por algum tempo sobre o piso, mas não pode nunca chegar a secar novamente, comprometendo sua ação.

Esfregar com pressa ou com disco muito gasto ou inadequado: o momento da esfregação com máquina é crucial. Precisa ser feito com disco adequado (preto) e de forma lenta e linear. Pressa neste momento, é literalmente inimiga da perfeição.

Não enxaguar após a remoção: este é um pecado gravíssimo. Após a remoção, todo resíduo deve ser eliminado do piso. Deve-se promover até 3 enxágues com água limpa, para eliminar este residual da remoção.

ERROS DURANTE A APLICAÇÃO INICIAL:
Aplicar de forma desuniforme: o acabamento acrílico precisa ser aplicado com cuidado, do começo do ambiente/corredor para o fundo, em movimentos laterais, sem deixar falhas. Utilizar um aplicador de ceras com balde ajuda a dosar a quantidade ideal de produto sobre o piso.

Não respeitar o intervalo de secagem entre demãos: este é o maior pecado durante a aplicação. Se o tempo de secagem entre as demãos de pelo menos 30 minutos não for respeitado, a camada superior irá danificar a de baixo, comprometendo a aplicação.

Aplicar ceras em dias úmidos: dias chuvosos costumam ter índices de umidade do ar acima de 95%, o que compromete a secagem e formação do filme do acabamento. Aguarde por um dia mais seco e adequado, para não desperdiçar tempo e dinheiro investido com produto e mão de obra.

ERROS COMETIDOS NA MANUTENÇÃO DO TRATAMENTO:
Não usar barreiras de contenção de poeira: o pó serve como uma lixa sobre o piso. Tapetes de contenção ajudam a aumentar a vida útil do tratamento.

Utilizar produtos inadequados na limpeza: utilizar apenas limpadores neutros na limpeza do piso. Produtos ácidos, alcalinos, água sanitária, álcool ou demais produtos mais agressivos comprometem a resina e a vida útil do tratamento.

Utilizar discos muito abrasivos na limpeza diária: a limpeza diária com máquina deve ser realizada com disco branco ou vermelho, evitando o verde e o preto. O disco verde deve ser utilizado apenas para desgaste antes de uma nova aplicação. Já o disco preto é reservado apenas para remoção total ou parcial do tratamento.